Novidades

28 Novembro, 2019
A primeira edição do dia AGROBIT foi realizada em Tandil
A reunião, realizada nesta quinta-feira no Tandil Golf Club, teve como objetivo conscientizar os desafios do setor de agronegócios, as novas tecnologias e os avanços em TI aplicados ao setor, a importância e o impacto da biotecnologia, conectar demandas e soluções aos desafios de campo e gerar negócios.

Houve três dissertações principais, dadas por Juan Pablo Brichta (Presidente Agro Advance Technology); Hernán Castro (analista de negócios da Glocal) e Gustavo Grobocopatel (presidente do Grupo Los Grobo).

Também foi desenvolvido um workshop colaborativo de Inovação, coordenado pela Parabolt e pela Faculdade de Ciências Econômicas; e uma exposição sobre casos locais de Inovação em Agrobiotecnologia.

Mariano Grondona, presidente da Câmara de Agronegócios de Tandil (CAIT), explicou que "existem coisas que os produtores precisam, às vezes conscientemente, mas muitas vezes sem perceber que precisam delas. E conversaremos com o CEPIT e veremos que eles têm essa solução, mas eles não sabem como chegar ao produtor. Então, é reunir vontades, necessidades e ofertas".

"A Tandil tem o privilégio de ter uma indústria de tecnologia fantástica e de renome mundial. Ela tem uma indústria agrícola, porque não é apenas agrícola, estamos falando de gado, queijo, porcos, abelhas, vinhos, cervejas, etc. É um ecossistema produtivo. de Tandil. E a idéia é se reunir", disse o líder.

Grondona lembrou que "há dois anos fui a uma conversa sobre uma empresa de milho, que falava sobre milho novo, novas tecnologias. Uma conversa muito interessante, mas tradicional. E houve uma conversa de 20 minutos sobre tecnologias. E veio uma pessoa que começou falar sobre paradigmas, rupturas, aplicações, tecnologia. Saí muito empolgado".

Ele acrescentou que "temos uma população crescente, mais necessidade de alimentos, cuidando cada vez mais do meio ambiente. Com mais limitações em termos de uso de produtos químicos, porque temos que cuidar das pessoas, do solo, da água".

Por fim, Grondona destacou o apoio do município ao mencionar que "o CAIT sai para implementar o plano estratégico agroindustrial que o município desenvolveu em 2012. Temos todo o apoio e, quando este projeto foi apresentado ao prefeito, a resposta foi? por tudo? Ele não pôde vir porque está no Paraguai representando Tandil em outra coisa, mas enviou o pessoal do Desenvolvimento Local". lavozdetandil.com.ar

Voltar