Novidades

14 Março, 2019
“No campo somos maus, mas felizes“
"O setor está pagando muito dinheiro em impostos, provavelmente mais do que no tempo de Cristina", disse o empresário agrícola.

O empresário agrícola Gustavo Grobocopatel disse que o campo não atravessa seu melhor, entre outras coisas, pelo alto nível de impostos a serem pagos, mas no setor são "felizes" porque encontram o presidente Mauricio Macri um 'ouvinte simpático ".

"O setor está pagando muito dinheiro em impostos, provavelmente mais do que na época da (ex-presidente) Cristina de Kirchner. Mas a sensação que o setor tem é que tem um interlocutor válido em Macri. No campo somos maus, mas felizes. Pagamos mais, mas felizes ", disse a Grobocopatel, falando na rádio La Red.

Suas palavras são, então, dado que ontem o presidente Macri participou da feira onde Expoagro novamente reconheceu que os impostos de exportação "são uma má fiscal", mas teve de voltar a impor porque "é uma emergência." Atualmente, os produtores pagam US $ 4 por cada dólar de grãos que exportam.

Respeitar os resultados da colheita, Grobocopatel esperava que "os produtores estão indo para resolver", porque "não há escolha, porque você tem que pagar as contas, você tem que viver, e a opção de tomar um empréstimo bancário é muito caro." "80% do que é coletado é para cobrir os custos", disse ele.

"Nos meses entre abril e junho a liquidação será ótima. Há uma cifra de US $ 27 bilhões, esse é o número que deve entrar ", estimou.

--
Fonte:
www.ambito.com
Tradução automática do espanhol.

Voltar