Novidades

10 Dezembro, 2019
Para a Grobocopatel, um aumento nas retenções reduzirá a produção agrícola
O empresário agrícola participou do Ciclo de Conferências do Rotary Club de Buenos Aires e sustentou que "ele espera que o peronismo seja o computador da sociedade".

Após a conferência realizada no almoço do Rotary Club, Grobocopatel considerou que há atualmente uma “grande demanda por carne” da China e de outros mercados e também enfatizou a necessidade de converter a produção pecuária da Argentina em proteína com financiamento. obtido das retenções.

“Hoje não há financiamento, então parte dessa coleção que pode vir de retenções poderia passar a ter créditos abundantes e baratos para as pessoas fazerem investimentos na transformação de grãos em carne; isso lhe dá a oportunidade de crescer rapidamente no que há demanda global insatisfeita ”, afirmou ele.

São necessárias instituições que marcam os limites da sociedade. As empresas estão vinculadas a acordos e regras, por isso é importante entender o objetivo de cada uma. “A aplicação do abono de família universal gera pessoas mais livres, empregáveis, autônomas, empreendedoras e de apoio? Se algum deles estiver faltando, devemos revisar a política. O mesmo vale para cada um dos nossos negócios. ” O capitalismo da sociedade da esperança do século XXI exige um mercado e empresários da época, dispostos a arriscar, que são deixados para impactar a sociedade, mas que podem impactar nela.

“O papel dos empreendedores nesses tempos turbulentos e no medo é construir esse novo capitalismo junto ao setor público e aos líderes sociais. As iniciativas público-privadas são uma forma de ligação como cliente e fornecedor, proponho também sublimar o relacionamento construindo juntos um capitalismo deste século ”.

Sobre o futuro governo e uma possível retenção de 35% da soja, ele respondeu que “o problema não é o que fazemos, mas o que alcançamos através das ações. Eu acho que isso diminuirá a produção agrícola e os investimentos em um setor que tem muito mais para dar do que aquilo que deu. Daria a impressão de que não aprendemos com o que aconteceu. ” Ele acrescentou que, em sua opinião, sempre deveria haver uma pequena retenção de 5% no trigo e no milho, a fim de desenvolver a indústria local e a transformação de grãos em carnes. Há uma visão muito fragmentada dos sistemas econômicos. O impacto das retenções no agronegócio e em todos os relacionados.

“A Argentina cresceu metade da média da América Latina nos últimos 20 anos. Se tivéssemos crescido como a média hoje, teríamos um PIB 50% maior, podemos aumentar os impostos, mas não podemos evitar as consequências. É pão para hoje e fome para amanhã”. mitreyelcampo.cienradios.com

Tradução automática do espanhol.

Voltar